O ano em que fizemos greve de amor

Ed. FTD, S. Paulo, 1994, páginas
Ilustrações e capa de Octavio Cariello


* Prêmio Adolfo Aizen 1995, da União Brasileira de Escritores (UBE), na categoria “Atualidade de Texto”

A história trata das diferenças entre o psiquismo masculino e o feminino sob o ponto de vista das mulheres. Ceres, June e Cora, amigas com idades entre 16 e 17 anos, sofrem e se revoltam ao ser abandonadas pelos namorados por razões que não compreendem. A ideia inicial de vingança evolui para uma greve de amor que elas encabeçam e que se alastra por toda a escola. O impasse termina numa concorrida assembleia, na qual meninos e meninas buscam entendimento expondo, cada grupo, seu lado da questão.

Fora de catálogo, esperando um novo editor

 Onde comprar: em sebos. www.estantevirtual.com.br

 

img-responsive

Fale Comigo

Entre em contato ou agende uma palestra